segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Mourão Oco - José Luiz Pires



A vida traz surpresas
Que podem vir disfarçadas
Por vezes nos quer presa
De certa forma abatida, aliciada
Porem o tempo é esclarecedor
E mostra que pau que bate em Chico
Não bate em Francisco
Alterna-se como bambu na ventania
É certo que o mundo dá muita volta
Mas não nos deixa tonto, acondicionado
Engolir sapos pode ser opção pontual
Radical é não engolir mente estimulada
A vaidade é mourão oco
Preso por arame enferrujado
O ser humano não é gado amigo
Manejado em piquetes para um dia ser abatido

                                                          POETA SEMEADOR
                                                             JOSÉ LUIZ PIRES
                                               Presidente da Casa do Poeta de Campinas


sábado, 2 de setembro de 2017

Reflexão - Jadir Prado


 Foto do perfil de Jadir Prado, A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo
                            Jadir Prado


Crise - Regina Simões


Começa o mal - estar.
Uma adrenalina a mais.
Sem motivo aparente,
a vida atávica ataca sorrateira.
Ansiedade ávida
de consumir vida, consumindo ar.
Cabeça girando,
gerando receio, matando o sono...
Frustrado o sonho,
sondo a imaginação.
Não funciona.
Hora sexta!
Seca - me a boca.
Foge -me o estômago.
O âmago do ser entra em órbita,
misturando pensamentos
que , desordenados, teimam 
em gerenciar o caos...
Não lamentarei a crise
nem o furor dominará meu ser.
Minh'alma ancora -se
no único fundamento razoável -
o Cristo!

Regina Simões



segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Varinha de Condão - Marilza Calsavara




 Na estrada da vida o passado é contramão e o futuro a Deus pertence.
Para que você alcance esse futuro é preciso que se fixe no momento presente, 
no agora, no poder e na presença de Deus em você.
Preste atenção nas oportunidades que ele lhe dá hoje.
É hoje que você planeja, que você executa e realiza.
O hoje é a varinha de condão...

                                Marilza Pereira Calsavara

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Sarau da Casa do Poeta de Campinas no salão nobre do ICCT -Instituto Campineiro dos Cegos Trabalhadores - 21/08/2017



Rachel dos Santos Dias e Sara Ribeira


                                                               Regina Angelo - poesia


DOLORES – Músicas
“Não queiras gostar de mim”
“ Nem as paredes confesso“  acompanhada  por Reinaldo



                                        Sara Ribeira - apresentadora do sarau e Célia Paulino


                                                       Sebastião Brandão - poesia e Sara

                                                       José Augusto Gonzales - poesia


                                                            Elzio - música sertaneja

                                                                José Luiz Pires - poesia


MARIA HELENA DE SOUZA – Música
“O sole mio” - acompanhada pelo JACY



                                                             JANDIR – Poesia


                                                    Rosilene  Montero Cúrcio e Reinaldo

                                                                                                            

                                                                   José Luiz Lopes - declamação


Isaura  
Música “Cabocla” - acompanhada do Elsio



                                                        JACY – Música de Alto Ajuda
                                                                  


WALMIR – Poema e Música
“Haja Paz” - acompanhado pelo Jacy
* Ex Assistido pelo Instituto Campineiro dos Cegos Trabalhadores – sobre quem fez um emotivo depoimento de como teve sua vida transformada ao ingressar nesta Instituição.






REINALDO CùRCIO -  músicas:
“Pérola Negra” ´Luiz Melodia
“Papel Machê” J0ão Bosco
“O que será” - Chico Buarque
“Feeling” Morris Albert





                                                   Manoel, Sara e Rachel


Rachel dos Santos Dias - tango e poesia



01- REINALDO CURSIO - 02 músicas:
“Pérola Negra” ´Luiz Melodia
“Papel Machê” J0ão Bosco

02- REGINA – Poesia

03 – DOLORES – Música
“Não queiras gostar de mim”

04 – JANDIR – Poesia
* Compareceu pela primeira vez

05 – ELSIO – 02 Músicas Sertaneja

06- JOSÉ LUIS – Poesia

07 – ALEX – Poesia
* Compareceu pela Primeira vez

08 – AUGUSTO – Poesia

09 - RACHEL – Poesia

10 - MARIA HELENA DE SOUZA – Música
“O sole mio” - acompanhada pelo JACY
* Compareceu pela Primeira vez

11- SEBASTIÃO BRANDÃO – Poesia

12 – JOSÉ LUIS PIRES – Poesia

13- ISAURA – Música
“Cabocla” - acompanhada do Elsio

14- REINALDO CURCIO – 02 Músicas
“O que será” - Chico Buarque
“Feeling” Morris Albert

15 – JACY – Música de Alto Ajuda

16 – DOLORES – Música
“ Nem as paredes confesso“  acompanhada do Reinaldo

17 – WALMIR – Poema e Música
“Haja Paz” - acompanhado pelo Jacy
* Ex Assistido pelo Instituto Campineiro dos Cegos Trabalhadores – sobre quem fez um emotivo depoimento de como teve sua vida transformada ao ingressar nesta Instituição.

18 – REINALDO CÚRCIO – Música

19 – RACHEL - Poesia e Música
Tango executado ao Piano pela própria

20 - MANOEL LEANDRO ganhou no sorteio um livro da coletânea da Casa do Poeta

Após as apresentações momento de Confraternização em torno de um saboroso Coquetel preparado pelo Presidente JOSÉ LUIZ PIRES

domingo, 13 de agosto de 2017

Homenagem aos Pais - Rosana Montero Cappi


Oh! Pai criador do Universo
Ser pai é algo tão sublime 
Apesar dos novos conceitos
Sem preconceitos
Todo pai é um segmento do pai divino
Nós filhos somos a realização 
De quem abraçou essa missão
Seus reflexos diretos
Conforme o caminho apontado
O filho bem orientado
É homem de bem, educado
Eu sou alguém de muita sorte
Além do amado pai de sangue
Tive o sogro, pai por afinidade
O avô materno e avô paterno 
Exemplos de caridade e amorosidade
Meu marido, pai dos meus filhos
A oportunidade da maternidade
Amigos, cunhados, filho e sobrinho 
Todos são pais atuantes de verdade
De quem muito me orgulho
Aos que já partiram
Rogo com fé no coração
Que tenham atingido a iluminação 
E aos pais presentes 
Agradeço e peço proteção 
Que todos tenham saúde, alegria
E infinitas felicidades
E deixo  a mensagem:
Ser pai é respeitar para ser respeitado
Repassando essa virtude sublime ao filho  
Certamente o reflexo será no próximo, 
Na escola e na sociedade.
Ser pai é missão divina,  verdadeira
Nunca termina, dura mais que a vida inteira.
É para a eternidade.

Feliz Dia dos Pais

Rosana Montero Cappi
13/08/2017
Rosana com seu pai Vivente Montero e sua irmã Rosilene num dos saraus das Casa do Poeta de Campinas


quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Brada Poeta - Marilza P. Calsavara



Brada poeta através da poesia,
Todo sentimento contido,
Através do poema sofrido,
Que traz nas suas rimas,
Todas as sinas,
Que o ser humano carrega consigo.

A poesia que fascina,
Tem um sentido que rima,
Com os sentimentos guardados,
Nunca antes tocados,
Pelo poeta que sabe,
Como chegar ao coração.


Marilza P. Calsavara