sarau de aniversário

sarau de aniversário

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Chuva Abençoada - Rachel dos Santos Dias


Como é bom encostar o nariz na vidraça
E olhar a chuva que em enxurrada passa...
Escutar o barulho dela no telhado
E o capim brilhando desse pingo gelado...

Ver as casas de formas imprecisas, cinzentas,
Sob o efeito das gotas céleres ou lentas...
E o muro cheio de limo, quieto, misterioso,
Molhado, velho e eternamente ocioso...

É bom brincar com a goteira da calha
Que escorre fria e no chão se espalha...
E a água a escorrer no lamaçal da estrada...

Chuva! Chuva miúda, sonora, constante,
A molhar tudo, a molhar o passante
Que apressado busca calor!
Ah! Chuva molhada!

                      Poema publicado na Antologia do ICCT
      "80 Anos Trabalhando para Diminuir Diferenças"
                                      Maio/2014 



Rachel dos Santos Dias \