segunda-feira, 3 de julho de 2017

Desejo - Regina Simões Angelo

Imagem relacionada


Quero o homem, no campo
a fartar - se do milho e do pão.
De rosto suado sorridente,
como vidente da Virgem
ou herói de batalha.
Quero o homem no campo,
empurrando o arado,
de chapéu surrado e brilho n'olhar!
Quero o homem
a levar com orgulho
o latão de leite
como o soldado quando porta
a espingarda ou o estandarte.
Quero o homem no campo e feliz...
E, ao estar no lar,
ouvir a mulher falar
de amor e de esperança,
botando a mesa
ou desfazendo a trança.
E, à noite, chamar pr'uma reza
com um hino de lambuja...
Quero paz na família que preza
o encontro com os filhos,
sem medo de nada!


                   Regina Angelo

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Carrossel






Unidos, lado a lado,
Girando no carrossel da vida,
As paixões não resistem...
E se perdem em cada volta.

Somente o amor permanece invicto,
Vencendo barreiras,
Ultrapassando fronteiras,
Unidos, lado a lado,
Cavalgando no corcel do tempo...

MARILZA PEREIRA CALSAVARA

MDLUZ

16/10/2007


quinta-feira, 11 de maio de 2017

Mãe - Marilza Pereira Valsavara - MDLUZ



                 MÃE  

Mãe nos carrega no ventre,
Sente a vida dentro dela,
Nossos movimentos crescendo,
Desconfortos provocando,
Mesmo assim espera silente,
O doce momento...
Em que estivermos em seus braços.

Acalentando-nos em seus seios,
O alimento perfeito recebemos,
Junto dele vem o amor incondicional,
A força de um sentimento,
Que só brota do amor de mãe,
Que sente os nossos lamentos,
E nos aconchega em seus braços maternos.

Mãe, laços eternos nos une,
Nenhum desacerto nos desune,
Porque aquele que tenta anular esse amor,
Não tem força suficiente,
Para esse efeito maldoso conseguir,
Porque o amor materno,
Foi criado por Deus que governa o Universo.
 
MARILZA PEREIRA CALSAVARA -  MDLUZ

       

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Minha Manamiga - Dalva Saudo

Dalva Saudo e a Manamiga Teresa Azevedo
                                                         
Há pessoas que vivem procurando uma agradável e necessária sombra

Para se abrigarem do sol escaldante!

Uma árvore agradável protetora e necessária
Procuram...Procuram e às vezes nem acham!
Eu não precisei buscar!!!!!!
Deus enviou até mim, dando-me de presente uma linda árvore

Que me auxilia em todas as estações.

Na primavera recebo flores,
No verão...  Sombra na suavidade da brisa !
No outono recebo os frutos e...

No inverno agasalhos!
Quisera eu ser um lindo pássaro
Colorido com melodioso trinar
Para passear em seus galhos
Cantando suaves hinos agradecimentos e louvor!

Dalva Saudo

terça-feira, 18 de abril de 2017

A Inconfidência Mais Que Mineira- Regina Simões Añgelo


Revelar a alma.
Demonstrar saudade ou afeto amigo.
Agregar infiéis ao computador,
ao bar, à leitura, ao teatro até ao cinema.
Infiéis ao tempo, ao sono
mesmo à sua cara - metade!
Negar o que divide.
Ajuntar o sem limite,
para partilhar nostalgia e a magia d' alma...
Inconfidência mais que mineira.
Porque inconfidência de paz e amor.
É multicolorida.
Mais que brasileira. Sem fronteiras.
Sentados no chão sem cadeiras!
Com pinhão cozido em muita choradeira,
frango caipira e caipirinha.
Alma lavada em muita água,
que mágoa alguma pode restar...
Mente limpa, nada pensado;
mais branca que queijo mineiro.
Com dedo em riste,
convoco o alegre e o triste;
chamo o moço e o velho, o feliz e o sofredor...
Que todos celebrem o encontro
com generosidade.

A sentença do tempo é a morte.
A presença amorosa não há tempo que a mate!

                                 Regina Simões Angelo

                        Sarau da Casa do Poeta(15/04/017)

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Sarau de Abril da Casa do Poeta de Campinas - Salão Nobre do ICCT- 15/04/017

                                Jardins do ICCT - Instituto Campineiro do Cegos Trabalhadores

                                              Sara Valadares, recendo a todos de braços abertos

                                          O violeiro Roseno se inspirando no meio do jardim
                                    Sara recepcionando o violeiro Roseno e o poeta amigo Sebastião Brandão

        Roseno, Leopoldo Anselmo, Sara Valadares, Sebastião Brandão e Edione G. Montero

         Leopoldo, Sara, Augusta Rosa, Rosana M. Cappi, Sebastião e Edione

                                Dalva Saudo homenageando Leopoldo Anselmo com poema

                                                                                                                                                                      Roseno

                                                                   















Dolores





        VICENTE MONTERO - Canções românticas brasileiras





                                  Clarice Luiz, Dalva Saudo, Eliane e Flávio Levy

                                                          José Luiz Lopes - Declamador

                                                               


Flávio Levy
















                                                       




                                                                 
                                                                       Regina Simões











 
                Dalva Saudo e José Luiz Pires - Poema em dueto



















                              José Luiz Pires - Presidente da Casa do Poeta e Sara Valadares



                                                 Rosana Montero Cappi







                                                                           Jaci

                                                                                       
             

             Clarice Luiz levou seu artesanato para ser sorteado e a contemplada foi Vera Lúcia





                                 Eliane Levy foi a contemplada no sorteio do livro Manifesto pela Paz-II  do                                         Portal do Poeta Brasileiro

    Rosana Montero Cappi presenteando Sara Valadares com o livro Ema, de sua autoria, que está            completando 10 anos da 1ª edição, premiado pelo FICC - Fundo de Investimentos Culturais de            Campinas.


Amigos de longa data Vicente Montero e Sabastião Brandão