sarau de aniversário

sarau de aniversário

quarta-feira, 29 de junho de 2011

REUNIÃO DE JUNHO - PIRES



O Poeta e a Poesia
                                                                                                                                                       
O destino do poeta é a poesia,
 já a poesia é uma viagem com vários destinos.
 Ela nos leva a lugares secretos, discretos, indiscretos, encontros proibidos, viagens interplanetárias e também nos mostra o imenso abismo do nada.
                                                                                                                                                       
O poeta pega carona em cauda de cometa, cavalga em viagem alada,rompe horizontes, pulveriza em prosa e verso verdades e anseios.
                                                                                                                                                      
O poeta desnuda sua existência, acalenta amores e desamores, consegue viver várias paixões em planos distintos, por vezes se torna um transatlântico de sonhos encalhado em águas rasas.

O poeta nunca foi solitário, está sempre envolvido por uma nuvem perfumada de paixão, seja ela devaneio ou amor verdadeiro.

O poeta sou eu, a poesia é você!

José Luiz Pires

domingo, 26 de junho de 2011

REUNIÃO DE JUNHO - MOMENTOS

Tenor Edson Giuliano 
              
Conceição de Arruda Toledo emocionou a platéia

DUAS GERAÇÕES
Presidente J. Baptista e platéia, atentos à palestra de Conceição Toledo
Declamador Pedro Dias

sábado, 25 de junho de 2011

REUNIÃO DE JUNHO - MIRIAN



GRACIAS A LA VIDA


Estamos no fim de junho. Já senti o cheirinho bom da pipoca, do quentão, do vinho quente. Já provei o doce da canjica, do arroz doce, do bolo de fubá.
Vesti meu vestido de chita, dancei quadrilhas, quanta alegria no meu coração! Já se foram as festas de Santo Antonio, São João e está chegando a de São Pedro. Então está chegando o dia do meu aniversário.

Hoje não sei mais contar. Só sei contar histórias e no viver mundo do faz de conta.
A cada inverno que passa fico mais nova, mais criança, mais sapeca, mais arteira,  mais feliz.Hoje só sei contar com o coração. Só sei contar até oito.
Na aula de dança de salão são oito passos para a direita e oito passos para a esquerda. Na música não tenho nenhuma dificuldade, pois são sete as notas musicais. Na natureza meus olhos se deleitam com as sete cores do arco-íris. Não entendo mais de aritmética; não sei mais somar, multiplicar, subtrair, dividir. Só sei somar alegria, carinho, amizade, multiplicar fé, esperança, caridade, dividir alegria, sucessos, bem aventuranças, subtrair desânimo, tristeza, cobiça, maus pensamentos.
Nesta vida realizei muitos sonhos, o maior deles o de fazer amigos.
Portanto, no dia de meu aniversário, só poderei dizer:
“ Gracias a la vida” ou graças à vida.


MÍRIAN  BRASILINO DE CARVALHO MIATTO

sexta-feira, 24 de junho de 2011

O SUAVE VOO DAS AVES




 
Ao confrade amigo José Roberto Teixeira
In Memorian – Vilma de Fátima Nunes Pereira Teixeira

Para o poeta, uma das belas metáforas
Contidas nos versos das tradições espirituais,
Compara o corpo físico a uma gaiola,
                E o espírito, a ave que nela habita.


                                                               
Imaginar que o espírito pereça ao morrer o corpo
É como imaginar que o pássaro morra,
Ao quebrar-se a gaiola.

O suave voo das aves.
Uma metáfora poética e visual
A nos sussurrar que a alma é livre
Das limitações da matéria.

Habitamos o tempo-espaço.
A eternidade em nós habita.
O verdadeiro lar do passarinho,
É o céu e não o ninho.

Agmon Carlos Rosa

quinta-feira, 23 de junho de 2011

AO CONFRADE JOSÉ ROBERTO TEIXEIRA - 22/06/011

                              EM MEMÓRIA DE VILMA DE FÁTIMA NUNES PEREIRA TEIXEIRA




                                          
                                                                                                                               FLÁVIO LEVY

 VIVER É CONVIVER COM AS MUDANÇAS,
É O PERCEBER DESSAS MARÉS DE VENTO,
A VIDA É UM VAI E VEM DAS ESPERANÇAS
NA COLCHA DE RETALHOS DO MOMENTO.

SE BOM, SE RUIM, SE TINGEM NAS LEMBRANÇAS
TODAS AS CORES DESTE CATA-VENTO,
QUE MISTURADAS VÃO FICANDO BRANCAS
PURIFICANDO O NOSSO PENSAMENTO.

O INVERNO FRIO E BRANCO CHEGA AGORA,
O FRIO DO CORPO QUE SE FOI EMBORA
E O BRANCO DO SEM TER COMO PENSAR

MAS SOPRO DO DIVINO NUNCA PARA
E UM NOVO COLORIDO SE PREPARA,
NÃO TARDA, A PRIMAVERA VAI CHEGAR!


segunda-feira, 20 de junho de 2011

REUNIÃO DE JUNHO - MADAN




PARA ALEGRAR O MEU CORAÇÃO

MADAN MOHAN SHUKLA

Sorria!
Cante uma bela canção
Não venha apressadamente ao meu encontro
Para alegrar o meu coração!

Na escuridão, traga uma luz...
Na perda de amizades, de muitos amigos,
Desejo sua proximidade,
Para alegrar o meu  coração!

No mundo, poucos são de confiança
Sua presença confirma essa teoria
Venha, para alegrar o meu coração!

Nossos olhares se entrelaçam,
Mas nunca os nossos corações...
Façamos isso para alegrar o meu coração!

Esqueça amar outro que não seja eu,
Para você ser feliz
E para alegrar o meu coração!

A noite está cheirosa...
O ambiente ao meu redor está cheiroso...
Só falta você para alegrar meu coração!

domingo, 19 de junho de 2011

AGRADECIMENTO

A Casa do Poeta de Campinas agradece ao apoio de Augusto Barreto, do site VipVirtual, que tão gentilmente tem divulgado nossas reuniões poéticas.
Obrigada Augusto. 
  

quarta-feira, 1 de junho de 2011

REUNIÃO de ABRIL - LEVY

FLÁVIO  de  AZEVEDO  LEVY

POR  TRÁS  DESSE  SORRISO

Este homem que caminha com um sorriso
Mas que não quer chamar a atenção,
Pra todo mundo quer dar seu aviso
Quer se fazer ouvir na multidão.
      Parece homem comum, quando analiso,
      Mas diferente de qualquer cristão
      Possui dentro de si tamanho siso,
      Que nada deterá sua razão.
Sabe pra si, que após dever cumprido,
Seu povo poderá ser redimido
E no céu haverá festa de arromba.
      Poe isso não caminha indeciso,
      Esconde por de trás de seu sorriso
      A estupidez de ser um homem bomba !