sarau de aniversário

sarau de aniversário

terça-feira, 25 de fevereiro de 1997

Fevereiro - 1997

     
                                                            B E N N Y   S I L V A

                                                                      TROVAS

                            Qual manhã, no seu raiar,         ##       No seu brilho sob o galho,
                            sacode a vida, sorrindo,           ##       lembra Deus, assim tão bela,
                            o sino é para acordar               ##       a simples gota de orvalho
                            as almas que estão dormindo    ##      contendo os céus dentro dela.
                                     **********                                     **********
                            Faze, livre da quimera,           ##        Põe na alma amor e bondade
                            do presente o teu afã.            ##        que azul será o teu futuro:
                            É, pois, aquele que espera,    ##       Nunca vem a tempestade,
                            vazio como o amanhã !          ##       sem que o céu esteja escuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário