sarau de aniversário

sarau de aniversário

domingo, 29 de abril de 2001

ABRIL - 2001 - Álvaro - Laís - L.Badaró - Geni

ÁLVARO  RIBEIRO

EM  NOME  DO  AMOR

De amor, fala-se tanto em prosa e verso,
Com raiva, com saudade ou com carinho...
Porém no coração faz ele o ninho,
Se ele é força que move o universo !
      Oculto permanece... e qual perverso
      Inimigo o homem deixa tão sozinho.
      Mas no fundo de su'alma, num cantinho,
      O amor quieto se esconde, submerso.
Muita gente em penosa nostalgia
Sua vida destói, destruindo a vida
Do ser amado em hora aflita e ingrata:
      "Sofre-se a dor de haver sonhado um dia,
      Quando morta a ilusão, a mais querida...
      Mas em nome do amor jamais se mata !"



LOURDES  BADARÓ

A M O R

Sublime sentimento da alma humana,
divina exaltação que ao céu nos guinda;
dom inefável que de Deus emana
e acende a chama da emoção mais linda !
      Vive em palácios, entra na choupana,
      é causa sempre de alegria infinda;
      resiste à dor e mal nenhum impana
      e além da morte continua ainda !
É feliz quem o abriga com ternura
e sua essência, num crisol, apura
deixando-se envolver em seu encanto.
      O amor, na vida, é misterioso nume
      e quem, um dia, aspira o seu perfume
      será sempre cativo ao seu quebranto !

Nenhum comentário:

Postar um comentário