sarau de aniversário

sarau de aniversário

domingo, 8 de julho de 2001

JULHO 2001

FRANCISCO  FERNANDES  DE  ARAÚJO

O MESMO VENTO QUE ASSOPRA...

Este vento que me toca,
me fustiga e bate forte,
muitas vezes me desloca
Leste-Oeste, Sul ao Norte...
      E me encontra sem guarida.
      me derruba pelo chão,
      quanto mais tento a subida,
      mais me força a contramão...
Quando o vento é forte assim,
a prudência é se amoitar,
vê-lo tim-tim-por-tim-tim,
de onde se possa albergar...
      Logo se vê num momento,
      que ele refresca e se acalma,
      nos dá brisa e um novo alento,
      e acaricia nossa alma...




NORMA  GUIMARÃES  RIBEIRO

QUEM  À  MINHA  CASA  VEM

Quem à minha casa vem,
encontra as portas abertas
e um coração que contém
muitas virtudes despertas.
      Quem à minha casa vem,
      sem pretensões e altivez,
      nela encontrará, também,
      arte do melhor jaez.
Não verá grandes fortunas,
malquerenças importunas,
que a minha casa não tem.
      Mas sentirá fé crescente
      e uma amizade freqüente,
      voltada só para o bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário