sarau de aniversário

sarau de aniversário

domingo, 10 de novembro de 2002

NOVEMBRO - 2002 - NEI e DURVAL

MARIA  AP. SILVA  NEI  ARDITO

ALMA  À  DERIVA

Vai, vai minh'alma, embarca neste sonho,
Vai sem leme, soltando-se à deriva,
Tira desse semblante tão tristonho,
Essa dor, essa mágoa ainda viva.
      Olvida o que passou... Vai, e navega
      Embalada nas ondas da ilusão,
      Soçobrando esse amor que ainda cega
      No teu imenso mar de solidão,
Retira essa paixão dentro do peito,
Aos ventos solta o que já foi desfeito,
Esquece o que no tempo se perdeu.
      Vai minh'alma, veleja em noite calma,
      E sonha, pois sonhar é próprio d'alma
      E, sonhando, retorna pro meu eu.




DURVAL  OTERO

PRESENÇA

A presença para válida
Depende da personagem...
Se amorosa, forte ou pálida,
Para uma linda abordagem...

      Deus divino, onipotente
      E Criador do universo.
      É presença altipotente
      E no mundo incontroverso !

Nesta tensa dor que tenho,
Venho, na Sua presença,
Sem ofensa, com empenho,
Termine esta dor imensa...

Nenhum comentário:

Postar um comentário