sarau de aniversário

sarau de aniversário

segunda-feira, 26 de abril de 2004

ABRIL - 2004 - S.LANDINI

SIDNEI  LANDINI

T A R D E

Penumbra, nevoeiro, fim do dia;
Restos de luz morrendo a cada passo,
E pássaros voltando pelo espaço,
Dardejando ao sabor da ventania !
      Tarde partindo em triste sinfonia,
      Com a noite trazendo em seu regaço,
      Mistério, sombra e medo, quase um traço
      De esplendor, de arrepio e de agonia !
Quero que seja assim a minha morte :
Como a tarde que morre indefinida
Não deixando vestígios de si mesma.
      E este delírio que hoje me ensimesma,
      Que seja como a pétala perdida
      De uma flor que ficou à própria sorte...

Nenhum comentário:

Postar um comentário