convite sarau de agosto

convite sarau de agosto

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Mãe - Eunice Rodrigues de Pontes

Poema publicado na antologia "Às Mães da Sé com Carinho", do Portal do Poeta Brasileiro 

   Mãe que jamais esmorece,
          Amor maior que enternece,
          Apega-se à uma prece.

Mãe de coração partido, ferido pelo filho perdido, 
Desaparecido, não perde o ânimo, nem a crença; não 
conhece a destemperança, agarra-se fielmente à esperança.

Mãe, sua luta é uma eterna e árdua labuta;
Indômita, é dona de uma força inabalável;
Não deixa romper sua inacreditável coragem.

Mãe, imagem da incrível batalhadora que
Nunca desiste de sua intrépida jornada diante de
Nenhum obstáculo; seu caminho é o de espinho.

Mãe, não sucumbe em nenhum momento
Perante esse interminável sofrimento;
A dor fulminante seu peito dilacera.

Mãe, o ímpeto que move o âmago de sua alma impera,
Brada aos quatro cantos do universo o reverso de seu 
Doloroso destino; não se cala, sua fé nunca se abala.


           
       
Eunice Rodrigues de Pontes

Autores da antologia nas escadarias da Igreja da Sé em São Paulo, com as mães que lutam para reencontrar seus filhos desaparecidos

Um comentário:

  1. Oi Rosana,
    grata pela postagem dessa poesia. Realmente é uma das cruzes mais pesadas da existência ter um filho perdido, desparecido. Que Deus ilumine essas mães que a carregam!
    Abs.

    ResponderExcluir