convite sarau de agosto

convite sarau de agosto

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Deixe-me Cansar de Você - Teresa Azevedo




Deixe-me cansar de você
Para que eu não sofra tanto,
De modo que eu me liberte.
Assim serei livre para amar de novo.   

Dê-me a luz dos dias e o luar das noites.
Esquente a minha cama fria
De tantos dias vazia.
De tanto tempo sem par.

Cale meus lábios com seus beijos
E percorra meu corpo com seus dedos,
Com sua mão tão macia.
Dê-me a seiva do seu íntimo. 

Leve-me a lugares outros
Que não meus sonhos loucos
Onde só existe você
Preencha minha mente cálida. 

Seja meu agir a cada instante
De nada frígido ou distante
Crave em mim sua espada nua
E faça-me mais e mais sua. 

Numa cantiga de roda cante-me,
Em um fluir de seu rio me encante.
Cambie meu corpo em seu ventre,
Não seja assim tão prudente. 

Medo de mim jamais tenha
Pois quero apenas lhe amar,
E de tanto amar me cansar.
Deitar na rede de si e bailar. 

Já não suporto mais sentir
A solidão de tal distância.
Compreender-me tão nada em mim
Sem as vampirescas mordidas suas. 

Quando meu sangue já é tão seu somente
Minha saliva seca anseia por sua boca
Minha pele pálida e fria por seus braços
E minha carência por seu peito protetor. 

Dê-me doses maiores
De volúpia e de desejos seus
Faz de mim objeto seu,
Mas não de canto e sim de uso.

Deixe-me cansar de você
Para que eu não sofra tanto...




Teresa Azevedo

                                                                                                              

3 comentários:

  1. Boa tarde, Teresa. Gostei muito de ler seu poema. Ele foi escrito com carinho, capricho e sensibilidade. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Locação de som e iluminação em Campinas e Região
    Casamentos, Debutantes e eventos em geral.

    http://sonorizacaocampinas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Que lindos versos vindos das profundezas da alma!

    ResponderExcluir